• Sobre o vago: Indefinições na produção artística contemporânea

Este livro é um percurso especulativo no campo da linguagem: uma investigação em torno do "vago", interpretado como a conceituação do projeto e do modo de operar de certos artistas significativos com produção iniciada a partir dos anos 1950. Artistas como Palermo, Förg, Knoebel e Tuymans, em seus escritos e elaborações teóricas, optam por discursos propositalmente paradoxais e lacunares com relação a suas próprias obras, aliados ao emprego de certos procedimentos em sua confecção e apresentação. A partir dessas premissas, cogita-se se estes artistas não estariam por dissolver ou tornar pouco claras as afirmações de quais seriam as competências, as potencialidades e o projeto definidor do que se classifica na produção humana como arte ou, pelo menos, de sua própria atividade. O autor investiga também uma suposta oposição entre certas tendências artísticas dos séculos XX e início do XXI: algumas teriam afirmado um engajamento crítico tido como "modernista" e "utópico", ao tentarem projetar de forma clara, definida, completa e consciente os aspectos, as potencialidades e os objetivos do fazer artístico; outras parecem tentar, estrategicamente, indefinir e tornar insegura sua relação com esses temas, por meio de estratégias paradoxais e lacunares, em obras, corpos de obras e elaborações teóricas.

Caracteristicas
Autor ALVARO SEIXAS
Encadernação Brochura
Formato 14 x 21cm
ISBN 9788561022518
Páginas 92

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.

Sobre o vago: Indefinições na produção artística contemporânea

  • Modelo: MDE59
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$ 35,00
  • R$ 10,00