• Com quantas pedras se faz uma jangada?

Ao misturar referências, fazer recortes vários a partir de uma gama imensa de pontos de vista, Rodrigo cria objetos, performances e esculturas que tomam de assalto - e afetam - o espectador. Mas como ele consegue isso? Como Rodrigo transforma o espectador em agente do ato criador? Arrisco que isto seja possível pela releitura, apropriação ou incorporação - já que suas performances incluem o corpo - que o artista faz das referências do século XX, adentrando o século XXI. Sim, pois é do terceiro milênio que ele nos fala. A beleza e o colorido vibrante de suas obras como desejo maior do artista de "se dissociar desse destino pessimista que se encontra no canto inferior ocidental da Europa" e com uma "tropicalidade contemporânea" tentar tirar o velho continente - ou pelo menos os europeus - "da lama". [...] Por meio do confronto, do diálogo e da justaposição de culturas, Rodrigo estabelece a tão propalada "circulação cultural", conceito criado pelo historiador (inclusive da arte) Carlo Ginzburg em O queijo e os vermes. Rosangela Dias, editora e historiadora

Caracteristicas
Autor RODRIGO OLIVEIRA
Encadernação Brochura
Formato 14 x 18,5cm
ISBN 9788561022860
Páginas 127

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.

Com quantas pedras se faz uma jangada?

  • Modelo: MDE82
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$ 40,00
  • R$ 10,00