• Artífices do Rio de Janeiro (1790-1808)

Observar os artesãos permite entender o cotidiano da cidade do Rio de Janeiro que a Corte portuguesa encontrou ao desembarcar em terras brasileiras. Embora a sociedade fosse escravista, a maioria da população era livre e muitos dos artistas coloniais se identificavam como artesãos. A posição hierárquica desses artífices, escravos ou não, e a mobilidade social que alguns deles conquistavam, também é objeto de estudo do autor, que discorre sobre o que ocorria com as corporações de ofício em virtude da escravidão e a contradição que havia entre a regulação da atividade pelo Estado e pelo restrito mercado. A respeito diss, Hebe Mattos afirma em sua apresentação do livro: "especialmente evocativa é a imagem utilizada [pelo autor] da pirâmide torta, pois os mais bem sucedidos tendiam a aproximar-se da situação de rentistas e homens de negócio, afastando-se do artesanato".

Caracteristicas
Autor CARLOS ALBERTO MEDEIROS LIMA
Encadernação Brochura
Formato 12 x 21cm
ISBN 9788561022051
Páginas 332

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.

Artífices do Rio de Janeiro (1790-1808)

  • Modelo: MDE11
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$ 42,00