• Carbonários no Rio da Prata: Jornalistas italianos e a circulação de ideias na região platina (1827-1860)

Com competência e profundidade, o autor analisa as representações de nação elaboradas por periodistas italianos que viveram na Região Platina, entre 1827 e 1860. O tema, desde logo, anuncia a originalidade do trabalho. Em primeiro lugar, o rompimento com as fronteiras nacionais deve ser enfatizado. [...] Em segundo lugar, a escolha do tema é singular, pois o autor trabalha a circulação de três publicistas italianos - Pedro de Angelis, Gian Batista Cuneo e Luigi Rossetti - pelas terras americanas. [...] Scheidt assume uma perspectiva teórica sofisticada, mostrando como os três italianos, que traziam de seu país um repertório de ideias políticas, repensaram suas concepções ao tomarem contato e refletirem sobre as questões específicas das sociedades em que aportaram. Critica a visão linear que aponta para a simples "influência" do mundo europeu sobre o americano apresentado como receptor passivo dessas "ideias importadas". Insiste nas interações, nos diálogos e nos intercâmbios. Maria Ligia Coelho Prado, Universidade de São Paulo (USP)

Caracteristicas
Autor EDUARDO SHEIDT
Encadernação Brochura
Formato 16 x 23cm
ISBN 9788561022167
Páginas 196

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.

Carbonários no Rio da Prata: Jornalistas italianos e a circulação de ideias na região platina (1827-1860)

  • Modelo: MDE20
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$ 26,50
  • R$ 10,00